• Maria Julia

DEIXE O PASSADO PASSAR: FALAR DE EX COM O ATUAL PODE?



Sabe aquela história de que quando falamos muito do Ex para o atual é porque ainda

gostamos daquele? E que independente de qualquer coisa, nunca devemos falar de Ex para o nosso atual companheiro? Pura idiotice, ao meu ver. Depois de Jorge, namorei um rapaz que se incomodava muito com isso. Sempre que eu falava de Jorge ou de algum Ex Crush, a criatura colocava uma tromba que ia daqui até a Arábia Saudita.


E deixa eu esclarecer que nunca fui de elogiar os falecidos. Minhas colocações sobre eles eram sempre bem negativas, ou relatavam apenas alguma situação vivida, e logo, a minha experiência de vida. E vamos ser racionais, depois de viver quase meia vida, repito, meia vida com Jorge, meu único namorado, antes do trombudo, para não falar nada sobre ele, eu teria que ser muda. Como além de não ser muda, sou geminiana, falo pelos cotovelos e tenho paixão por trocar experiências de vida, relatando sobre as minhas e escutando as dos outros, eu falava mesmo sobre Jorge.


Falava sem sentimento positivo nenhum. Assunto resolvido dentro de mim em relação ao amor. Talvez ainda com poucas coisas a resolver em relação às frustrações consequentes da vida com ele e do fim bruto que tivemos. Mas quanto ao fato de ainda gostar ou não gostar, era tudo tão resolvido que, exatamente por isso, eu podia falar tranquilamente.


Quer saber? Grande parte dos caras com quem saí e não tocavam no assunto de Exs, dizendo que em passado não se mexe, voltaram com as tais. Portanto, não só mexeram e remexeram, como foram lá reviver tudinho. Já os poucos que falavam sobre os seus passados amorosos, seguiram realmente rumo a um novo futuro. Leves e felizes, fundamental ressaltar.


O que acredito é que não poder tocar no assunto de alguém ou algo que ficou para trás é pura fuga. É coisa de gente que vive correndo de quem o domina ou daquilo que não pode ou não soube resolver fora e/ou dentro de si. E aí sim pra mim há espaço para preocupação e insegurança com os sentimentos do companheiro e consequentemente, com o futuro do relacionamento atual.


O passado é história vivida, é bagagem, é experiência, é amadurecimento e pode conter mil sentimentos sim, mas não necessariamente amor, um permanente gostar, desejo de voltar e blá blá blá. Pode ser, e muitas vezes o é, pura e simples mágoa. Dor que ainda não cicatrizou 100%. A vontade de falar sobre o passado, ao meu ver, representa coragem e determinação de encararmos as feridas e nos libertarmos de algum sofrimento que ainda nos acompanha e incomoda.


Hoje estou no meu terceiro namoro (e espero que no último). E tenho vivido o meu melhor relacionamento. Nunca pensei que eu pudesse ser tão feliz e realmente colocar em prática tudo o que eu sempre acreditei sobre amar (e quase deixei de acreditar). Eu e ele falamos muitas vezes sobre os nossos passados, sempre que sentimos vontade. Ex é assunto permitido nas nossas longas e deliciosas conversas. Jogamos na mesa os sentimentos resolvidos, os ainda mal resolvidos e principalmente, nossos aprendizados com nossos defuntos amorosos. E só podemos fazer isso sem abalar o nosso relacionamento porque ele sim está vivo e bem estruturado na confiança e na amizade recíproca, diferente do que eram os que ficaram pra trás.


Proibir o passado do parceiro de vir à tona, ou o nosso próprio, é asfixiar o companheiro e a nós, além de prendermos o nosso relacionamento atual à tais passados, afinal, tudo que não estiver bem resolvido dentro de uma das partes, interfere no relacionamento condenando-o a médio ou longo prazos.


Além do mais, nada melhor do que poder mostrar nossas feridas e nos expor para quem nos ama e o qual nós amamos também. Nada como falar sobre amores fracassados e experiências ruins com quem nos traz a esperança de um futuro amoroso maravilhoso e é a prova de que o passado realmente mereceu ficar para trás, não necessariamente nas palavras, mas no coração.


Falar sobre o passado mostra confiança no parceiro e no relacionamento atualmente

vivenciado. Mostra vontade de superação. Creio que ouvir sobre o passado do outro prova verdadeiro amor. Prova cuidado e respeito. Ambas as ações mostram parceria. Criam um presente confortante e um futuro promissor. Falemos e escutemos sobre o passado, para que ele fique mesmo pra trás.

566 visualizações

© 2018 por Maria Júlia fala de amor. Todos os direitos reservados.