QUANDO ELES BAIXAM A RÉGUA



Crescemos aprendendo que quanto melhor formos, mais aceitos seremos. E isso nos confunde quando levamos um pé na bunda. Afinal, pensamos: “se levei um fora dele é que não sou boa o suficiente”. E aí fazemos uma confusão de raciocínio que ativa a rejeição e um sofrimento sem tamanho.


É verdade que quando alguém não nos quer é porque julga que não somos o que ele almeja. O que não quer dizer que não somos bons, afinal há uma diferença entre sermos bons e sermos suficientes para alguém especificamente. Há gente que vive para ser melhor a cada dia, de corpo, alma e vida e tem gente que está aqui só de passagem, sem meta nenhuma de evolução.


Tais pessoas admitem empacarem ou até mesmo regredirem na vida. Isso explica os foras que muita gente boa de coração e comprometida com o relacionamento leva de muita gente não tão boa e não tão comprometida assim. E as Julias empoderadas, então? Coitadas...a bunda até dói de tanto pé.


Há quem admita baixar a régua da própria vida, nivelar por baixo para não se lembrar de que há muito o que progredir ainda, afinal, o outro funciona como um espelho. Tem gente que não suporta estar perto ou inserido em algo melhor. Se deprime ao invés de se encorajar e para não sofrer as dores de suas frustração consigo, tira de suas vidas o gatilho que o convida à evolução. No caso que tratamos aqui, o companheiro.


É fuga. Acredito que até inconsciente. O camarada se convence de que o outro não é bom o suficiente para ele só para não aceitar que ele precisa crescer. A vida é assim: estamos sempre em contato com gente melhor que a gente para sermos estimulados a nos desenvolvermos. Nós somos a mão que puxa gente que está abaixo, ao mesmo tempo que gente acima nos puxa. Aceitar isso nos ajuda a viver melhor e a entendermos os pés na bundas, é claro.


Portanto, quando levar um fora, antes de se deprimir, se atirar no chão como uma Maria mole vítima e desequilibrada, acione a sua Julia e se pergunte racionalmente: “Levei um pé na bunda por não ser boa ou por ser boa demais para ele?”. Se a segunda resposta for a correta, se empodere e ria. Ria muito. Gargalhe.


Sim, eles baixam a régua porque são medíocres. E não dá pra ficarmos ao lado de alguém que quanto melhores pessoas nos tornamos, menos gosta de nós. Seria um desperdício de vida! Se eles querem menos que nós, é hora de querermos alguém maior que eles, sobretudo, de alma.


92 visualizações0 comentário

Posts Relacionados

Ver tudo